Este blogue é dedicado à memória do meu Pai, Alberto Pedroso (7 de Abril de 1930/1 de Janeiro de 2011).

quarta-feira, 28 de março de 2012

MARLON BRANDO: BEFORE BRANDO AND AFTER BRANDO

Marlon Brando, começou por fazer teatro, onde se tornou razoavelmente conhecido. No cinema, foi considerado o maior actor de cinema de todos os tempos; Nasceu nos E.U.S. a 3 de Abril de 1924, filho de Marlon Brando Denior e de Dorothy Pennebaker. Teve mais dois irmãos, 2 irmãs, mais concretamente. Na escola foi tumultuoso e problemático, andou de escola em escola, os pais não sabiam bem o que fazer com ele, finalmente foi para Nova Iorque estudar teatro e foi aí que tudo começou. Repararam nele na peça de Tennesse Williams "um electrico chamado desejo", mais tarde transporto para o Cinema e realizado por Elia Kazan no qual contracenava com Viven Leigh.
O sucesso e a fama chegaram depressa, mas a personalidade de Marlon Brando nunca deu a isso muita importância. Viveu a sua vida como bem quis e lhe apeteceu sem nunca se preocupar com o que dele pensavam!. Nos anos 60 tornou-se activista dos direitos humanos, defender os indios e o seu direito às terras ancestrais, apoio o movimento dos negros pelos direitos civis. Na sua filmografia contam-se dos melhores filmes que já alguma vez foram realizados. O Padrinho, de Francis Ford Coppola, "Há lodo no cais", de Eliz Kazan, "Um eléctrico chamado desejo" também de Elia Kazan, Apocalypse now, também de Francis Ford Coppola, Viria a falecer em 1 de Julho de 1004. Nos últimos anos da sua vida já praticamente retirado do cinema e da vida faustosa de L.A. as fotos que apareciam suas eram de um velho decadente e gordo, mas as jovens e adolescentes dos anos 50 e 60, hão-de recordá-lo sempre jovem e sedutor:
Nos anos 70 e 80 fez vários filmes nitidamente apenas por precisar de dinheiro, teve uma vida pessoa atribulada e vários e graves problemas com os filhos dos vários casamentos. Passava maior parte do seu tempo numa ilha do Taiti a qual havia comprado depois da realização do filme Revolta na Bounty. Sempre gostou de proteger os mais desfavorecidos, fossem pessoas ou animais.

Sem comentários:

Enviar um comentário