Este blogue é dedicado à memória do meu Pai, Alberto Pedroso (7 de Abril de 1930/1 de Janeiro de 2011).

segunda-feira, 28 de abril de 2014

TOMÁS DA FONSECA: CARTA AO CARDEAL CEREJEIRA


Tomas da Fonseca foi um dos mais tenazes opositores ao regime salazarista, tendo estado várias vezes preso pela policia politica.
No seu livro "Fátima: cartas ao cardeal cerejeira" publicado em 1955, e uma das suas obras mais polémicas, desmonta e desmascara as aparições de Fátima e a forma como a Igreja e o Vaticano lidaram e lucraram com esse acontecimento. Pelo facto, Tomas da Fonseca foi acusado de heresia (isto em pleno século XX!).
No passado dia 24 de Abril, o Jornal "O Público" juntamente com a sua edição ofereceu um exemplar do livro; durante algumas semanas, este jornal vem oferecendo edições de livros proibidos pelo regime do Estado Novo de Salazar e Marcelo Caetano.
Tomas da Fonseca nasceu em 1887 e viria a falecer em 1968, foi poeta, escritor, historiador,  jornalista, professor e militante republicano e anti-clerical. Pertenceu ao Movimento de Unidade Democrática (MUD) e à Maçonaria.

Sem comentários:

Enviar um comentário