Este blogue é dedicado à memória do meu Pai, Alberto Pedroso (7 de Abril de 1930/1 de Janeiro de 2011).

domingo, 1 de março de 2015

ELINA GUIMARÃES (1904 - 1991) - ADVOGADA E FEMINISTA


Nasceu em Lisboa, filha única de Alice Pereira Guimarães e de Vitorino Máximo de Carvalho, militar e republicano, o qual chegou a ser ministro da I República. Elina estudou em casa com mestres e frequentou os liceus Almeida Garrett e Passos Manuel. Em 1926 acaba a licenciatura em Direito, nunca chegando a exercer a advocacia. Trabalhou no Tribunal de menores durante algum tempo. Casou em 1928 com o advogado Adelino da palma Carlos, mas continuou a usar sempre o seu nome de solteira.
Foi sempre uma acérrima defensora da participação das mulheres na vida pública e foi seguidora dos ideais de Ana de Castro Osório. Colaborou em imensos jornais e revistas, como por exemplo: O Rebate, Diário de Lisboa, Alma Feminina, Portugal Feminino, Seara Nova, Diário de Noticias, Primeiro de Janeiro, Máxima, Gazeta da Ordem dos Advogados, etc. etc.




Ao longo da vida fez várias conferências em Portugal e no estrangeiro (muitas juntamente com Sara Beirão e Angélica Lopes Viana Porto), fez parte do Conselho Nacional das Mulheres Portuguesas (tendo sido convidada por Adelaide Cabete), que foi encerrado pelo Estado Novo em 1947,  da International Council of Women, International Alliance for Womens Suffrage, Federation des Femmes Diplomées en Droit. Em 1985 recebeu a Ordem da Liberdade. 



Foi uma precursora do chamado "feminismo juridico", juntamente com Aurora Castro e Carmen Marques, lutando pela igualdade das mulheres portuguesas perante a lei.





Sem comentários:

Enviar um comentário