Este blogue é dedicado à memória do meu Pai, Alberto Pedroso (7 de Abril de 1930/1 de Janeiro de 2011).

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

BACH EM GUITARRA PORTUGUESA TRIO SONATA - ANTÓNIO EUSTÁQUIO (GUITARRA) E JENNY SILVESTRE (CRAVO)

BACH EM GUITARRA PORTUGUESA - TRIO SONATA - ANTÓNIO EUSTÁQUIO E JENNY SILVESTRE

MARIA EUGÉNIA CUNHAL MEDINA (1927 - 2015)


Faleceu esta quinta feira ao fim da manhã Eugénia Cunhal, a irmã mais nova de Álvaro Cunhal, o falecido Secretário Geral do Partido Comunista Português. Nasceu em Lisboa em Janeiro de 1927 e era quatorze anos mais nova que o irmão.




(Com Jerónimo de Sousa, Secretário Geral do Partido Comunista Português e António Costa, à época Presidente da Câmara Municipal de Lisboa) na inauguração da Avenida Álvaro Cunhal)

****

Foi presa pela primeira vez aos 18 anos e durante o tempo da ditadura fascista foi várias vezes detida para interrogatórios, durante os anos em que o seu irmão se encontrava na clandestinidade.




Maria Eugénia é autora de várias obras, Silêncio de Vidro (1962), História de um condenado à morte (1983), As mãos e o gesto (2000), Relva verde para Cláudio (2003), e Escrita de esferográfica (2008). Entre os anos de 1947 a 1951 participou na Revista Vértice com vários poemas e sob o pseudónimo de Maria André. Fez a primeira tradução portuguesa de contos do escritor russo Tchekov, "Os Tzibukine". Foi  professora, jornalista, tradutora e escritora. 


(com o escritor Urbano Tavares Rodrigues)

***


"No fundo acho que sempre fui comunista, desde que tenho cabeça para pensar. Mas muito cedo,  a minha opção foi tomada muito cedo, sem dúvida alguma".





Esteve sempre ao lado do irmão, na clandestinidade, prestando-lhe todo o apoio possível, na clandestinidade, na prisão, quando havia autorização para o visitar.






(com o economista e ex-deputado europeu Sérgio Ribeiro)